Contacto -: +239  9936802 9952092 transparencia.st@hotmail.com  - www.jornaltransparencia.st

 

Mercado de Côcô-Cocô em estado de degradação

JT: 19.02.2014 – O segundo mercado de Côcô-Côcô situado na cidade capital de São Tomé, inaugurado ao curto prazo, cada dia que se passa a degradação tem sido acentuada e preocupante.

Actualmente o estado e sinal é de desabamento, o que se pretende evitar de forma a não causar problemas aos inúmeros de famílias que labutam diariamente no mesmo mercado a procura dos melhores dias para o sustento das suas famílias.

Para evitar qualquer tipo de perigo, o Ministério das Obras Públicas e Infraestruturas, Recursos Naturais e a Câmara Distrital de Água-Grande estão a trabalhar em conjunto para que possam encontrar um espaço alternativo para a colocação dos usuários para práticas de vendas de forma arrancar as obras de reabilitação do mesmo mercado.

De acordo com o Ministro de tutela Fernando Maquengo, que efcetuou uma visita de estudo ao local no período da manha desta última terça-feira, foi ver com os seus próprios olhos para inteirar-se da actual realidade do referido mercado, que por sua vez para que não aconteça algo que possa por em causa a vida humana, dirigiu ao local com propósito de fazer o levantamento da situação e posteriormente informar o governo e da urgência para se tomar algumas medidas. “ Defendeu o Ministro das Obras Públicas Infra-estruturas e Recursos Naturais, Fernando Maquengo”.

De referir que a volta da situação com que se depara actualmente o mercado de Côcô-Côcô, pode-se notar tanto da parte exterior e interior do mercado, grandes sinais de perigos e riscos provocados pela águas de chuvas que invade o interior do mercado, que a qualquer momento poderá desabar pondo em causa a vida de inúmeros de famílias que labutam no referido empreendimento a procura de sobrevivência para o seu dia-a-dia.  

Com a Redacção de: Adilson Castro – JT

 

 


 

 

 

 

 

Publicidade


Hotel Praia


Pensão Turística Elitineide